COPA ALEIXO - 25/06/2010

 

 

BRUNO ALEIXO

Olá, pessoas. Olhem, a notícia do dia foi a eliminação da Itália, ocorrência que me deixou contente, visto que a Itália era o Palmeiras do Mundial. Lá passou a selecção da Eslováquia, equipa onde, claramente, houve um surto de piolhos. Quanto ao outro jogo, o tal do Paraguai com a Nova Zelândia, mais parecia que, enfim, estava a ver um tele-filme, daqueles do canal Hallmark. Os neo-zelandeses não são actores o caraças é que não são actores! O Renato diz que ainda ontem deu um filme com o Chris Wood, no canal AXN. Era um drama e o Chris Wood fazia de jovem-garoto com atraso que era bom a natação. E, caraças, a verdade é que a Nova Zelândia acabou por não perder nenhum jogo, facto que devia ser suficiente para todo o futebol, enquanto desporto que pretende ser levado a sério, ser questionado. Ficámos umas horas a discutir o facto de serem actores ou não (o urso do Busto não quer crer que um actor, se for bom, consegue interpretar qualquer papel, incluindo o de jogador de futebol) e, entretanto, começaram os jogos da noite. Nesses, o Renato estava pelo Japão porque gosta de sushi. O Bussaco estava  pela Dinamarca porque gosta de Carlsberg. Sushi é uma boa duma porcaria, mas eu até queria que o Japão passasse. Não por alguma razão em especial, mas acho que todos temos a ganhar se os cidadãos japoneses andarem contentes e distraídos com a bola. O Busto estava pela “futebol”, que foi uma resposta que enervou tudo e todos, ao passo que o Nelson estava por quem tivesse a bola na altura. Mudámos um bocadinho para o Holanda com os Camarões, mas isso deu fome ao Bussaco e fomos jantar. Como o Japão já tinha metido dois na Dinamarca, o Renato queria homenageá-los e pediu sushi, mas lá se remediou com patê de delícias do mar, atum e mostarda (o Aires não tinha maionese) numas tostas e meia dúzia de bolachas de água e sal (que o Bussaco quis as tostas quase todas para molhar na sopa).

tags:
às 00:00 | link do post | comentar